Publicado por : Beton quarta-feira, 31 de março de 2010



Até janeiro de 2011, todos os fabricantes de discos magnéticos vão adotar um novo padrão, que não é nativamente suportado pelo Windows XP.

O velho Windows XP já não vai rodar o Internet Explorer 9. E, se o usuário desse sistema operacional tentar fazer um upgrade de disco, poderá ter problemas. O novo padrão que está sendo adotado pelos fabricantes divide o disco em setores de 4 quilobytes (KB). Nos discos atuais, cada setor tem 512 bytes. A mudança deve melhorar a segurança, o desempenho e o aproveitamento do espaço no disco. Sistemas operacionais como Windows 7 e Vista, Mac OS X e Linux, em suas versões mais recentes, já estão preparados para o novo padrão dos HDs. Mas não é o caso do vetusto Windows XP, que não vai suportar nativamente os novos modelos de disco. Muitos desses dispositivos terão um modo de compatibilidade para uso com o XP. Em alguns casos, um driver instalado no micro vai prover compatibilidade. Mas isso pode reduzir em cerca de 10% a velocidade de gravação dos dados.

A divisão dos HDs em setores de 512 bytes vem do tempo do MS-DOS. Esse padrão já era usado nos antigos disquetes flexíveis da IBM. Funcionava bem quando os HDs tinham até alguns gigabytes de capacidade. Hoje, com as unidades mais avançadas chegando à faixa dos terabytes, 512 bytes é um tamanho pequeno demais para um bom desempenho. O fato é que cada setor de 512 bytes tem um marcador que indica onde ele começa e uma área onde são armazenados códigos de correção de erros. Além disso, um pequeno espaço precisa ser deixado entre dois setores contíguos. O resultado é que uma parte significativa da capacidade de armazenamento é desperdiçada.

Mudando o tamanho dos setores para 4 KB, o espaço perdido se reduz para um oitavo do que se perde num disco com setores de 512 bytes. Deve haver um ganho de capacidade entre 7% e 11%, dependendo do disco. Além disso, o novo formato prevê mais espaço para os códigos de correção de erros. Isso deve melhorar a segurança contra perda de dados.

Um dos primeiros fabricantes a adotar o novo padrão foi a Western Digital. Alguns produtos dessa empresa, das séries Caviar Green, para PCs de mesa, e Scorpio Blue, para notebooks, já possuem setores de 4 KB. Para usá-los com Windows XP, há duas opções. Se o disco for formatado com uma única partição e tiver o sistema operacional instalado do zero, o usuário pode acionar um modo de compatibilidade configurando os jumpers existentes na unidade. Em outras situações, o usuário de XP deverá rodar um utilitário para alinhamento de setores.

Deixe sua opinião!

Assinar FEEDS! | COPIAR - (código)

- Copyright © Blog Intelly - Intelly Soluções Inteligentes