Publicado por : Beton quarta-feira, 21 de agosto de 2013



Iniciativa foi tomada por Marc Maiffret, hacker que acredita que Khalil Shreateh foi injustiçado pela rede social.

Como forma de chamar atenção a um problema do Facebook, o hacker white hat Khalil Shreateh foi forçado a deixar uma mensagem no perfil do próprio Mark Zuckerberg. Apesar de tudo ter sido feito com boas intenções, isso rendeu ao jovem o bloqueio temporário de sua conta e a perda dos US$ 500 oferecidos a todos que encontram e reportam bugs do site.
Ciente dessa situação, o pesquisador de segurança Marc Maiffret criou uma campanha no GoFundMe uma campanha que gerou US$ 10 mil em doações para Shreateh — 20 vezes o que é oferecido pela rede social. Ele afirma ter feito isso por ter se identificado com a situação do jovem devido a seu passado como hacker.
Aos 17 anos, Maiffret teve sua casa invadida pelo FBI por ter feito diversas atividades ilegais na rede. “Honestamente, eu havia invadido tudo, desde sistemas governamentais até a Microsoft até não sei mais o que, durante três bons anos. Hoje em dia há mais seduções e, caso você se envolva em hackear e pesquisas, há basicamente dois caminhos à sua frente”, afirmou ele ao Business Week.
Ciente dos erros do passado, atualmente ele se dedica a usar seus conhecimentos de forma positiva, o que tem ajudado diversas companhias a se tornarem mais seguras. Segundo ele, é justamente por isso que a campanha de doações foi criada, já que ele acredita que jovens hackers devem ser incentivados a continuar atuando de maneira correta, ganhando aquilo que merecem por seus trabalhos.

Deixe sua opinião!

Assinar FEEDS! | COPIAR - (código)

- Copyright © Blog Intelly - Intelly Soluções Inteligentes